Psicologia Positiva: uma nova perspectiva em psicologia

Eu buscava materiais que falassem de educação emocional para organizar e criar um planejamento pedagógico para coordenar uma escola de educação infantil. E tudo começou com este livro.

Ao ler, me encantei com a nova teoria em Psicologia, a qual eu já fazia muitas coisas, mas não sabia nomear. Além de me auxiliar na criação da proposta pedagógica, este livro me aguçou a curiosidade sobre a Psicologia Positiva, e então, foi o tema de pesquisa do meu Trabalho de Conclusão.

O objetivo do meu estudo foi explorar os conceitos fundamentais da Psicologia Positiva, a partir de uma revisão de literatura, onde pude conhecer a obra de Seligman (Florescer – 2011).

A Psicologia Positiva

A Psicologia Positiva enfatiza o bem-estar, a saúde e a felicidade do indivíduo. Esta perspectiva visa criar métodos de prevenção e ampliar o objetivo de estudo das ciências sociais e humanas, a partir do aprimoramento de técnicas de avaliação para a identificação e enfoque nos aspectos positivos e virtudes dos indivíduos.

Alguns destaques do meu trabalho:

  • Por muito tempo, a Psicologia teve como objeto principal o estudo dos aspectos “anormais”, com o foco em curar e reparar danos, negligenciando os aspectos saudáveis dos indivíduos.
  • Antes da Segunda Guerra, o papel da psicologia era tratar as doenças mentais, tornar a vida das pessoas satisfatórias e empenhar-se nos talentos superiores.
  • A primeira pessoa da história a falar sobre uma Psicologia Positiva foi Abraham Maslow, no ano de 1954. (Santos, 2004)
  • A Psicologia Positiva é apresentada como um movimento que visa favorecer a atenção nos aspectos saudáveis do indivíduo, oferecendo um ajuste no foco atual da Psicologia (Pacico & Bastiello, 2014), onde este sairia da reparação dos aspectos ruins para a construção de qualidades positivas e virtudes (Seligman e Csikszentmihalyi, 2001).
  • O objetivo é possibilitar uma mudança no foco da Psicologia, de modo que os aspectos saudáveis recebam atenção (Pacico & Bastianello, 2014) e não com o foco apenas na patologia, como nas abordagens tradicionais da Psicologia.
  • Até o ano de 2004, o objeto da Psicologia Positiva era a busca pela felicidade (Teoria da Felicidade Autêntica)
  • Atualmente, o termo utilizado é bem-estar, definindo a Psicologia Positiva como a ciência que estuda o bem-estar.
  • Seligman (2011) refere-se à Psicologia Positiva como aquilo que o indivíduo escolhe por si mesmo e completa especificando que o indivíduo escolhe o que o faz sentir-se bem assegurando a busca por potencializar como o indivíduo se sente de acordo com o modo que se escolhe a trajetória de vida.
  • A teoria do bem-estar tem como objetivo aumentar a quantidade de florescimento na vida indivíduo e no planeta. O florescimento seria a condição que possibilita o desenvolvimento pleno, saudável e positivo de todos os aspectos (psicológicos, sociais e biológicos) do ser humano (Paludo & Koller, 2007).
  • Para verificar se o indivíduo e sociedade como um todo estão florescendo, ou seja, estão ratificando o objetivo da Psicologia Positiva, é necessário que a capacidade de avaliar a emoção positiva, o engajamento, o sentido, a realização e os relacionamentos positivos aumentem e evoluam, questionando inicialmente o que realmente pode fazer o indivíduo feliz, e, assim, alcançando o objetivo do florescimento.
  • Desde seu início, a psicologia positiva vem sendo divulgada para além de pesquisadores, profissionais da psicologia e de diversas outras áreas que se interessam no estudo do bem-estar. No decorrer dos últimos anos, tem-se conhecimento de estudos baseados na Psicologia Positiva em abrangentes contextos. Este foco na saúde psicológica, mesmo com uma ascensão nos estudos desta teoria, torna-se um assunto a ser mais bem explorado, a fim de influenciar no progresso e avanço neste movimento.

 

No desenvolvimento do trabalho, me tornei membro da Associação Brasileira de Psicologia Positiva. Encontrei diversos materiais que me auxiliaram no processo e entendimento teórico/prático.

Quem tiver interesse em ler o artigo na íntegra, me chame! Terei o prazer de enviar 🙂

Floresça!

Autor: Evelise Magnus

Com amor, compartilho ideias, saberes, aprendizados e transformações ♡

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s